RSS

Bruxelas

27 Jun

Bonjour, Les voyageurs!

 

 

Se você é chocólatra, certamente encontrará em Bruxelas o paraíso!

 

 

Cidade do chocolate, dos waffles e do famoso Manequinho.

 

 

 

 

Mal chegamos no hotel e David já estava pronto. Nunca o vi tão animado para iniciarmos nossa expedição. Desbravar a cidade era muito mais que curiosidade para ele, afinal, teria a oportunidade de conhecer um dos principais mascotes botafoguenses: o manequinho!

 

 

Assim, saímos em busca da estátua do Manneken Pis, que foi destruída em 1817, por um ex-condenado, Antoine Licas. O ladrão despedaçou a estátua pouco depois de a ter roubado. No ano seguinte, foi feita uma réplica que ocupa o lugar da estátua original, e é essa cópia que vemos hoje.

 

 

A estátua está numa esquina entre as ruas Stoofstraat/Rue de L’Etuve e Eikstraat/Rue du Chêne.

 

 

 

 

Reza a lenda que belgas trouxeram uma réplica da estátua para o Rio de Janeiro e que, depois de se tornarem campeões, botafoguenses o vestiram com uma camisa do time, elegendo-o mascote do glorioso. O manequinho original parece gostar de seu guarda-roupas, afinal, existe um museu com todas elas, que somam mais de 600! Você pode conhecer um pouco mais do closet do menino na Casa Real e no Museu da Cidade.

 

 

As ruas da cidade são muito charmosas e pudemos ver em diversos lugares o famoso personagem Tim Tim.

 

 

 

 

De lá, pudemos finalmente seguir para outros pontos da cidade, como a linda praça central, também conhecida como Grand Place ou Grote Market, com prédios divinamente ornamentados. A praça é o centro histórico, geográfico e comercial da cidade, além de ser o melhor exemplo da arquitetura belga do século XVII.

 

 

 

 

A praça que visitamos data de 1695. Depois de dois dias de  bombardeio por parte dos franceses, o lugar foi todo destruído, ficando em pé somente a Câmara Municipal e duas outras fachadas. Comerciantes reconstruíram os prédios ao redor da praça com estilos aprovados pelo Conselho Municipal, no estilo renascentista flamengo.

 

 

 

 

Outro símbolo muito visitado na cidade é a estátua do artista Everard’t Serclaes. É possível conhecê-la em uma das ruas que dá acesso à Grand Place, na rua Charles Buls. Reza a lenda que dá sorte tocar na estátua. Não se assuste ao ver um grupo de turistas disputando espaço para tirar uma foto ou para tocar na estátua, afinal, não custa nada tentar, não é mesmo?

 

 

 

 

Outro ponto de destaque é a linda igreja Notre Dame da cidade, com destaque para os vitrais.

 

 

Reserve um tempo para escolher e degustar os famosos chocolates… São deliciosos!

 

 

Nosso segundo dia foi em direção a um dos maiores pontos turísticos da cidades, o Atomium. Dizem que lá de cima você poderá ver até a Antuérpia, uma cidade próxima, em dias claros. Infelizmente, não estava muito claro no dia em que visitamos, então, não pudemos confirmar a teoria.

 

 

São vários andares, com diversas exposições, inclusive uma que fala sobre a arquitetura moderna, citando o Brasil e nossos projetos como marcos do movimento. O monumento foi construído para uma feira mundial e seria retirado em seguida, entretanto, devido ao sucesso, resolveram que ele permaneceria como ponto turístico da cidade. É possível chegar lá de trem, leva cerca de meia hora.

 

 

A região é repleta de atrações, mas decidimos apenas conhecer o Atomium e o Míni-Europe, uma espécie de míni mundo das principais atracões dos países participantes da zona do euro.

 

 

Na chegada, o mascote do lugar tira uma foto com você, que poderá ser adquirida ao final do passeio. Não tente se esquivar, pois ele vai atrás de você! Hehehehe

 

 

Essas duas atrações levam cerca de 4 horas, e você pode finalizar almoçando ali mesmo, com diversas opções. Na parte da tarde, resolvemos nos despedir da cidade com uma bela caminhada no centro, afinal, teríamos que acordar cedo no dia seguinte.

 

 

Um bom lugar para lanches é a padaria Paul, com deliciosos baguetes e doces lindíssimos, vale a pena uma visita.

 

 

O trecho Bruxelas/Lisboa foi de avião. Saímos cedo do hotel, por volta de 4h da manha, de táxi, que sai em torno de 45 a 50 euros. Aliás, o hotel que ficamos era muito bom, recomendamos! Fica bem central, na Avenida Anspachlaan, número 20, chamado Adagio Brussels Centre Monnaie.

 

 

 

Enjoy!

 

 

 

Data da viagem: 27 a 30/maio/2012

 

 

 

 

 

*

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 27 de Junho de 2012 em Bélgica, Bruxelas

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: